Sobre o curso

O Curso de Psicologia das Faculdades INTA se propõe a oferecer uma formação básica, sólida e pluralista. As atividades acadêmicas estão comprometidas com uma análise de diferentes sistemas psicológicos, oferecendo uma apreensão reflexiva das questões científicas e sociais. A direção norteadora para a construção do Curso surge a partir da articulação entre a área da Saúde e o grande campo das Ciências Humanas, de modo que o Curso emerge com o significativo desafio de dialogar estas duas grandes áreas, sempre tomando por base de referência a região noroeste do estado do Ceará.

O Curso de Psicologia das Faculdades INTA tem como objetivo formar profissionais capazes de diagnosticar, planejar, executar e avaliar necessidades de intervenção em diferentes contextos institucionais, possibilitando a superação de problemas e dificuldades que comprometem os indivíduos, grupos, organizações e comunidades, permitindo a promoção da saúde e da qualidade de vida. O Projeto Pedagógico do Curso está voltado para a prática profissionalizante e visa garantir uma formação pluralista e abrangente da área, propiciando o desenvolvimento do pensamento crítico e reflexivo e uma atuação pautada em princípios ético-políticos.

Propomos aqui uma Matriz Curricular dividida em grandes temáticas. As Unidades Curriculares dos dois semestres iniciais sublinham conhecimentos concernentes àquilo que aqui intitulamos Construção do Saber Psicológico. No terceiro e quarto semestres, estão balizados Unidades Curriculares relativas à Ciência Psicológica. Entre o quarto e o quinto períodos da formação, estão previstas Disciplinas que enfoquem o que aqui chamamos de Psicologia: modos de fazer. E nos três semestres finais da formação estão reservados os Estágios de Formação Profissional – sem que estes semestres sejam reduzidos apenas ao Estágio Específico, uma vez que estão previstas outras Unidades Curriculares para estes semestres, em acordo com a Ênfase Curricular que cada aluno fizer opção. Essa divisão temática da Grade Curricular foi pensada para dar maior ênfase à perspectiva interdisciplinar, estratégia pedagógica privilegiada do das Faculdades INTA. Além do mais, as Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Psicologia estabelecem que os cursos de Psicologia devem ter ao menos duas ênfases em seu perfil de formação. Nosso curso apresentará duas Ênfases Curriculares, a saber: Ênfase em Clínica Psicológica; e Ênfase em Psicologia, Políticas Públicas e Subjetividade.

Reiteramos nosso compromisso com a excelência acadêmica na formação de psicólogos e a compreensão de que esta somente ocorre quando compactuada com a transformação social da realidade local e regional. A graduação em Psicologia das Faculdades INTA será regida pelo compromisso em formar profissionais psicólogos eticamente orientados com o seu fazer e politicamente engajados na aquisição de conhecimento crítico acerca da realidade – e da mudança! – sócio cultural na qual estamos inseridos

 

Objetivos

a) Objetivo Geral

  • Oferecer formação profissional ao estudante de Psicologia, baseada no desenvolvimento de conhecimentos técnico-científicos, competências e habilidades concernentes à atuação do profissional psicólogo em seus diversos contextos, tendo em vista o compromisso ético com a qualidade de vida e a emancipação humanas.

b) Objetivos Específicos:

  • Proporcionar formação em psicologia de caráter generalista e pluralista, de acordo com as diretrizes curriculares para os cursos de Psicologia presentes na Resolução nº 08 do CNE/ CES de 15 de março de 2011.
  • Possibilitar o desenvolvimento de habilidades e competências que capacitem o psicólogo para a compreensão e análise crítico-reflexiva dos fenômenos psicossociais, para o diagnóstico dos problemas e demandas sociais e para a intervenção nos diversos contextos sociais visando à promoção da cidadania, da saúde e da qualidade de vida.
  • Propiciar o desenvolvimento de criticidade, criatividade e versatilidade em relação ao conhecimento psicológico e aos fenômenos psicossociais, estimulando a autonomia intelectual na formação profissional do estudante.
  • Proporcionar a formação do psicólogo para o trabalho em equipes inter/ multiprofissionais, vinculando os conhecimentos técnico-científicos da psicologia aos problemas e demandas relativas ao contexto sociohistórico, cultural, político e econômico da região.
  • Habilitar o psicólogo para desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde psicológica e psicossocial, nas dimensões individual, coletiva e institucional, balizando sua prática em padrões éticos, de excelência e de qualidade.
  • Estimular as atividades de pesquisa e investigação dos fenômenos psicossociais; e de extensão, como forma de fortalecer o vínculo de mútua colaboração entre comunidade e IES.
  • Incentivar os estudantes a conhecer as especificidades da realidade sociohistórica e cultural, local e regional, de modo a formar profissionais conscientes e eticamente comprometidos com a atenção às demandas que se apresentam nestes contextos.
  • Promover ações fundamentadas em princípios éticos e em conformidade com as diretrizes preconizadas pelo Código de Ética Profissional do Psicólogo e resoluções elaboradas pelos órgãos e conselhos regulamentadores da profissão.

 

Áreas de atuação

A atividade profissional do psicólogo é, em si mesma, definida pelo múltiplo, pela pluralidade. Optamos, em nossa graduação, sublinhar alguns campos de atuação profissional. Pensando nestas áreas de atuação aqui destacadas, articulamos todo este Curso, sobretudo sua Estrutura Curricular. Lembramos, uma vez mais, a multiplicidade da atuação do profissional psicólogo e que as áreas aqui destacadas dizem respeito a uma singularidade deste Curso e estão sintonizadas com a realidade local e regional; de modo algum este não pretende estabelecer as diretrizes “corretas” da atuação profissional nem desdenhar das áreas não contempladas neste tópico. Eis as áreas que enfatizamos no Curso de Psicologia das Faculdades INTA:

  • Saúde Pública
  • Saúde Mental
  • Psicologia Hospitalar
  • Assistência Social
  • Psicologia do Trabalho e das Organizações
  • Psicologia Clínica
  • Psicologia Escolar e Educacional

 

Habilidades e competências

A formação do psicólogo no Brasil é atualmente balizada pelas Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) para os Cursos de Graduação em Psicologia através da Resolução Nº 05 de 15 de março de 2011 do Conselho Nacional de Educação – CNE e da Câmara de Ensino Superior – CES. Tem como eixo central a atuação profissional em pesquisa e em ensino de Psicologia, tornando os profissionais dotados das seguintes competências e habilidades, previstas nos artigos 8º e 9º da referida Resolução, que aqui vão grafados ipsis litteris:

a) Competências (Artigo 8º das DCN):

  • Analisar o campo de atuação profissional e seus desafios contemporâneos.
  • Analisar o contexto em que atua profissionalmente em suas dimensões institucional e organizacional, explicitando a dinâmica das interações entre os seus agentes sociais.
  • Identificar e analisar necessidades de natureza psicológica, diagnosticar, elaborar projetos, planejar e agir de forma coerente com referenciais teóricos e características da população-alvo.
  • Identificar, definir e formular questões de investigação científica no campo da Psicologia, vinculando-as a decisões metodológicas quanto à escolha, coleta e análise de dados em projetos de pesquisa.
  • Escolher e utilizar instrumentos e procedimentos de coleta de dados em Psicologia, tendo em vista a sua pertinência e Ética.
  • Avaliar fenômenos humanos de ordem cognitiva, comportamental e afetiva, em diferentes contextos.
  • Realizar diagnóstico e avaliação de processos psicológicos de sujeitos, de grupos e de organizações.
  • Coordenar e manejar processos grupais, considerando as diferenças individuais e socioculturais dos seus membros;
  • Atuar inter e multiprofissionalmente, sempre que a compreensão dos processos e fenômenos envolvidos assim o recomendar.
  • Relacionar-se com o outro de modo a propiciar o desenvolvimento de vínculos interpessoais requeridos na sua atuação profissional.
  • Atuar, profissionalmente, em diferentes níveis de ação, de caráter preventivo ou terapêutico, considerando as características das situações e dos problemas específicos com os quais se depara.
  • Realizar orientação, aconselhamento psicológico e psicoterapia.
  • Elaborar relatos científicos, pareceres técnicos, laudos e outras comunicações profissionais, inclusive materiais de divulgação de acordo com o Código de Ética do Psicólogo.
  • Apresentar trabalhos e discutir ideias em público divulgando os trabalhos por meio de: palestras; seminários; artigos científicos; congressos; eventos de Psicologia: Local; Regional; Nacional e Internacional.
  • Saber buscar e usar o conhecimento científico necessário à atuação profissional, assim como gerar conhecimento a partir da prática profissional.

b) Habilidades (Artigo 9º das DCN):

  • Levantar informação bibliográfica em indexadores, periódicos, livros, manuais técnicos e outras fontes especializadas através de meios convencionais e eletrônicos respeitando o Código de Ética do Psicólogo.
  • Ler e interpretar comunicações científicas e relatórios na área da Psicologia de acordo com o Código de ética do Psicólogo.
  • Utilizar o método experimental, de observação e outros métodos de investigação científica de acordo com o Código de Ética do Psicólogo.
  • Planejar e realizar várias formas de entrevistas com diferentes finalidades e em diferentes contextos.
  • Analisar, descrever e interpretar relações entre contextos e processos psicológicos e comportamentais de acordo com o Código de Ética do Psicólogo.
  • Descrever, analisar e interpretar manifestações verbais e não verbais como fontes primárias de acesso a estados subjetivos de acordo com o Código de Ética do Psicólogo.
  • Utilizar os recursos da matemática, da estatística e da informática para a análise e apresentação de dados e para a preparação das atividades profissionais em Psicologia de acordo com o Código de Ética do Psicólogo.
  • O Projeto Pedagógico do Curso de Psicologia do Instituto Superior de Teologia Aplicada – INTA acata, em estrita consonância com a referida Resolução, as competências e habilidades propostas pela mesma.

 

Perfil do egresso

De uma maneira geral, espera-se que o egresso do Curso de Psicologia do INTA seja capaz de atuar nas áreas de Pesquisa, Extensão, Ensino e Prestação de Serviços Psicológicos, articulando conhecimentos adquiridos na formação, mas sempre levando em conta as especificidades do contexto no qual atuará profissionalmente, conhecendo as implicações de seu fazer enquanto psicólogo. A formação do acadêmico neste Curso deverá ser constantemente perpassada pelos seguintes aspectos:

  • A constituição multirreferencial do saber psicológico.
  • A relação da Psicologia com outras ciências e saberes.
  • O respeito pela ética e pelos valores humanos.
  • A multideterminação do homem, procurando relacionar suas dimensões biológica, psicológica, social e histórico-cultural.
  • O desenvolvimento do olhar transdisciplinar.
  • O desenvolvimento da capacidade de diálogo e de uma escuta diferenciada.
  • O trabalho multiprofissional.
  • Conhecer os aspectos social, econômico, político e cultural no contexto global da sociedade contemporânea.
  • Ter leitura abrangente e domínio das habilidades de compreensão, produção textual e raciocínio. Além da capacidade de interpretar dados.
  • Adaptabilidade, flexibilidade e criatividade ao contexto no qual está atuando.
  • Saber conviver e, acima de tudo, fomentar a diversidade, seja ela de pensamento, de orientação sexual, religiosa, política, de modos de vida, etc.
  • Respeitar e incentivar formas de vida que primem pela diversidade de gênero; de cultura; de etnias; de costumes; de preservação ambiental e de direitos humanos.
  • Diagnosticar necessidades de intervenção de caráter preventivo e terapêutico, planejando, executando e avaliando ações e procedimentos em diferentes contextos clínicos, de saúde e educativos.
  • Atuar em diversos contextos junto a diferentes populações, instituições, organizações governamentais e não governamentais, junto a sujeito, grupos e comunidades.
  • Identificar, definir, formular e justificar questões de investigação científica, articuladas às escolhas metodológicas nos mais variados níveis de intervenção.
  • Complementar a sua formação em Programas de Pós-Graduação e desenvolvimento de Projetos de Pesquisas em áreas diversas e pertinentes às necessidades da realidade brasileira, fomentando a utilização de novas tecnologias no processo de ensino-aprendizagem.
  • Adotar o Código de Ética Profissional do Psicólogo.

 

Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho está em franca expansão para o profissional de psicologia, sobretudo desde o início deste século quando, de forma mais concreta, a profissão encontrou-se com as inúmeras políticas públicas adotadas pelo estado brasileiro, desde o Sistema Único de Saúde – SUS até o Sistema Único de Assistência Social – SUAS, passando pela Saúde do Trabalhador e pelas políticas educacionais.

A média salarial para a profissão no Brasil gira em torno de R$ 2.200,00. Contudo, tramita no Congresso Nacional um Projeto de Lei (PL 5.440/ 2009) que delimita o Piso Salarial do psicólogo em R$ 4.650,00.

Psicologia
Informações
Duração: 5 anos
Tipo de curso: Bacharelado
Modalidade: Presencial
Grade e corpo docente: Visualizar
Matriz curricular: Download
Ementário de disciplinas: Download
Conceito Enade:
Conceito Preliminar de Curso (CPC):
Conceito de Curso (CC): 5

Coordenação do Curso

Secretaria do Curso