Sobre o Curso

O Currículo do Curso de Bacharelado em Medicina do INTA será  centrado no estudante, fundamentado em problemas e orientado à comunidade, de acordo com unidades educacionais elaboradas para promover a integração de conteúdos de disciplinas (unidades verticais de aprendizagem) e o desenvolvimento de habilidades e atitudes profissionais considerando a  inserção do estudante nos Serviços de Saúde durante todo o Curso, desde o 1ª semestre (unidades horizontais de aprendizagem).

Os conteúdos das unidades horizontais de aprendizagem deverão ser abordados em pequenos grupos, sendo mediado por um preceptor/tutor. Nas unidades verticais de aprendizagem estudantes e preceptores utilizarão situações/casos de saúde/agravo/doença contextualizados para viabilizar a utilização do conhecimento adquirido previamente pelos estudantes, estimular o desenvolvimento do raciocínio clínico e a compreensão epidemiológica dos fenômenos, a formulação de hipóteses, a busca e análise crítica do conhecimento necessário para melhor explicar o problema e a formulação de planos de cuidados individuais e coletivos.

Os estudantes serão estimulados a desenvolver habilidades a partir do contato supervisionado com pacientes, famílias e comunidade, bem como em laboratórios de simulação, em atividades que serão desenvolvidas nas unidades horizontais de aprendizado (Atenção Primária à Saúde e Desenvolvimento de Habilidades e Atitudes Profissionais).

O Currículo estimulará nos estudantes o trabalho em pequenos grupos, o reconhecimento de suas necessidades de aprendizagem e utilização dos recursos necessários para sua formação e o estímulo à educação permanente. Neste contexto será também estimulado nos estudantes a adoção de valores como a responsabilidade, a ética e o espírito colaborativo.

Este cenário requer um processo de avaliação ativa, onde o componente objetivo deve estar fundamentado nos objetivos de aprendizagem trabalhados nos diferentes cenários de ensino – aprendizagem e o componente formativo considerado como fator determinante para o desenvolvimento da formação do estudante. O instrumento de avaliação compreenderá, também, elementos próprios da rotina dos serviços onde o estudante estiver inserido, sua capacidade de fazer e receber críticas e suas relações com pacientes, familiares e demais membros da equipe de saúde.

O Currículo será ser dinâmico e acompanhará, bem como estimulará a evolução  do sistema local de saúde. Para tanto, contará com avaliação semestral (envolvendo discentes, docentes e gestores) que  deverá orientar as mudanças necessárias para  garantir a maior articulação e integração teórico/prática de disciplinas no contexto real da saúde.

O Curso de Bacharelado em Medicina do INTA está, portanto, fundamentado nas mais atuais estratégias pedagógicas destinadas à formação médica de nosso país, atento a seu dinamismo e a velocidade das transformações no cenário da formação de profissionais para a saúde e será desenvolvido numa região que conta com uma rede de serviços bem estruturada e com grande porte de investimentos na atenção a saúde.

Objetivo Geral do Bacharelado em Medicina

Formar o profissional generalista dotado de conhecimentos, habilidades e atitudes, capaz de atuar com eficiência e em equipe, comprometido com sua auto-aprendizagem e conhecedor da organização do sistema de saúde vigente no país.

Objetivos específicos

Possibilitar a formação integral do médico comprometimento com a realidade sócio-regional.

  • Formar um profissional apto a desempenhar as suas funções de maneira a atender as aspirações de uma sociedade em constante transformação e ser capaz de encarar a saúde de modo integral.
  • Enfatizar que o objetivo final da atuação do Profissional de Medicina é o “Homem”, com todos os seus valores, crenças e aspirações, com uma compreensão mais completa da complexibilidade do ser humano, bem como no entendimento integral do próprio papel do médico.
  • Propiciar maiores oportunidades de trabalho dos estudantes com os pacientes, em ambientes menos complexos e menos especializados (na própria casa dos familiares, nos postos de saúde, entre outros), para que eles possam aprender-fazendo.
  • Aproximar de maneira efetiva o Ensino de Graduação com os Serviços de Saúde da comunidade, na região de abrangência do INTA.
  • Oferecer oportunidades mais frequentes de aprendizado e de contacto com áreas mais específicas de conhecimento e de prática médica, por meio de atividades de pesquisa integrada ao ensino, envolvendo os Profissionais de Saúde dos serviços conveniados, professores, estudantes e comunidade.
  • Constituir-se de ambiente ideal para o desenvolvimento e a maturação das características pessoais positivas e de atitude de valores humanísticos adequados a uma profissão que lida, primordialmente, com problemas de pessoas/comunidades e que tenta resolvê-los pelo trabalho multidisciplinar e com equipe de multiprofissionais, tendo como beneficiários os indivíduos e a comunidade, promovendo a saúde de todos.
  • Transmitir aos estudantes os fundamentos das ciências biomédicas e psicossociais como base para a compreensão de Fisiopatologia, dos Diagnósticos e  do Tratamento das Principais Doenças, integrando os conteúdos básicos e profissionalizantes.
  • Proporcionar maior carga de trabalho em ambulatório, pela necessidade de se tomar decisões diagnósticas e terapêuticas, levando em conta a tendência de maior envolvimento com o paciente e o desenvolvimento do trabalho médico em equipes de multiprofissionais.
  • Vincular o ensino à Atenção Primária à Saúde, com atuação na Rede Básica de Saúde, a exemplo do que já fazem os Cursos de Fisioterapia e Enfermagem, ministrados pela Instituição, permitindo, com esta ênfase de caráter peculiar da experiência do ensino médico na comunidade, a reflexão aprofundada sobre o significado do trabalho médico.
  • Comportar-se eticamente frente à comunidade e ao paciente.
  • Saber lidar com a diversidade de comportamentos, de crenças e ideias, reconhecendo o direito dos pacientes.
  • Otimizar os recursos propedêuticos, valorizando o método clínico em todos os seus aspectos.
  • Diagnosticar e tratar corretamente as principais doenças da criança, da gestante, do adulto e do idoso em critérios de prevalência, potencial mórbido e de eficácia da ação médica.
  • Promover estilos de vida saudáveis, mediante comunicação e ajuda a indivíduos e grupos de risco na proteção à saúde e prevenção de doenças físicas e mentais.
  • Saber lidar com as próprias frustrações e demonstrar atitude empática com o sofrimento.
  • Comunicar-se com a comunidade científica nacional internacional utilizando linguagem técnica.

O Profissional

O egresso do Curso de Bacharelado em Medicina do Instituto Superior de Teologia Aplicada (INTA) estará apto a exercer a profissão de maneira a atender as aspirações de uma sociedade em constante transformação, reconhecendo os determinantes do processo saúde-doença, sendo capaz de agir com desenvoltura na prevenção de doenças, na promoção da saúde, na cura e reabilitação de pessoas.

O Curso de Bacharelado em Medicina do INTA terá como meta a formação generalista sólida de seus estudantes e como missão primordial formar o médico dotado de visão geral dos problemas, doenças e agravos à saúde, como também contribuir para formar o cidadão, capaz de atuar de forma ética, com sólida formação humanista e consciente de suas responsabilidades sociais e compromisso com a cidadania, sendo, portanto, um profissional capaz de promover a saúde integral do ser humano e que será capaz de:

  • Dominar as habilidades necessárias para a comunicação com o paciente, seus familiares e profissionais da equipe de saúde, de modo a promover orientação para solução de problemas específicos e de educação para saúde.
  • Dominar, com proficiência, os métodos básicos aplicáveis ao exame físico e, estar capacitado para interpretar, com adequação, os seus achados, transformando-os em peças de informações úteis ao raciocínio clínico que subsidia a tomada de decisões relevantes do caso.
  • Atuar de maneira integrada à comunidade e em harmonia com os demais profissionais da saúde.
  • Agir de maneira ética e compreender os limites de sua atuação, respeitando os direitos dos pacientes e seus familiares.
  • Conhecer e atuar de maneira integrada com as políticas de saúde nacionais, do Estado do Ceará e da região de abrangência do INTA.
  • Diagnosticar e tratar os problemas, as doenças e os agravos prevalentes na sua região e no país.
  • Transmitir informações pertinentes ao paciente e seus familiares, de maneira a promover não só sua saúde e de sua família, mas também da comunidade.
  • Acompanhar uma gestação e detectar alterações e anormalidades gestacionais e conduzir um parto sem distócia.
  • Diagnosticar e tratar as principais urgências médicas da criança e do adulto, bem como encaminhar de maneira adequada os casos que necessitem de um centro de maior complexibilidade.
  • Agir em consonância com os preceitos que regem o Código de Ética Médica.
  • Utilizar a metodologia científica, os recursos de informática e saber ler criticamente um artigo técnico em língua inglesa.
  • Trabalhar em equipe, nos diferentes níveis de Atenção à Saúde.
  • Buscar seu aperfeiçoamento  constante, através da educação continuada e permanente, durante toda sua vida profissional.
  • Atuar com ética e ser consciente de sua responsabilidade como profissional e cidadão.
  • Informar e orientar seus pacientes, familiares e comunidade em relação à promoção da saúde, prevenção de doenças, tratamento e reabilitação de pessoas, usando técnicas adequadas de comunicação.
  • Conhecer as principais características do mercado de trabalho onde deverá se inserir, procurando atuar dentro dos padrões locais, considerando a política de saúde vigente.

Competências e Habilidades

a) Competências e Habilidades Gerais

  • Atenção à Saúde;
  • Tomada de decisões;
  • Comunicação;
  • Liderança;
  • Administração e gerenciamento: formar profissionais aptos a fazer o gerenciamento e a administração de equipes, recursos físicos e materiais e de informação, da mesma forma em que devem estar aptos a serem empreendedores, gestores, empregadores ou lideranças na equipe de saúde; e
  • Educação permanente.

b) Competências e Habilidades Especificas

  • Promover estilos de vida saudáveis, atuando como agente de transformação social.
  • Atuar nos diferentes níveis de atendimento à saúde, com ênfase nos atendimentos primário e secundário.
  • Comunicar-se adequadamente com os colegas de trabalho, os pacientes e seus familiares.
  • Informar e educar seus pacientes, familiares e comunidade em relação à promoção da saúde, prevenção e tratamento de doenças, cura e reabilitação de pessoas/comunidades, usando técnicas apropriadas de comunicação.
  • Realizar com paciência a anamnese e a consequente construção da história clínica, bem como dominar a arte e a técnica do exame físico.
  • Dominar os conhecimentos científicos básicos da natureza biopsicosócio-ambiental subjacentes à prática médica e ter raciocínio crítico na interpretação dos dados, na identificação da natureza dos problemas da prática médica e na sua resolução.
  • Diagnosticar e tratar corretamente as principais doenças do ser humano em todas as fases do ciclo biológico, tendo como critérios sua prevalência e morbidade, bem como a eficácia da ação médica.
  • Reconhecer suas limitações e encaminhar adequadamente, pacientes portadores de problemas que fujam ao alcance da sua formação geral.
  • Otimizar o uso dos recursos propedêuticos, valorizando o método clínico em todos seus aspectos.
  • Exercer a Medicina utilizando procedimentos diagnósticos e terapêuticos fundamentados em evidências científicas.
  • Conhecer a saúde como direito e atuar de forma a garantir a integralidade da assistência, entendida como conjunto articulado e contínuo de ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema.
  • Realizar o atendimento inicial das urgências em todas as fases do ciclo biológico.
  • Conhecer os princípios da metodologia científica, possibilitando-lhe a leitura crítica de artigos técnico-científicos.
  • Lidar criticamente com a dinâmica do mercado de trabalho e com as políticas de saúde.
  • Cuidar da própria saúde física e mental.
  • Considerar a relação custo-benefício nas decisões médicas, levando em conta as reais necessidades da população.
  • Ter visão do papel social do médico e disposição para atuar em atividades de planejamento em saúde.
  • Atuar em equipe multiprofissional.
  • Manter-se atualizado com a legislação pertinente à saúde.
Medicina
Informações
Duração:
Tipo de curso: Bacharelado
Modalidade: Presencial
Grade e corpo docente: Visualizar
Matriz curricular: Download
Conceito Enade:
Conceito Preliminar de Curso (CPC):
Conceito de Curso (CC): 4

Coordenação do Curso